O mito da falta de experiência canadense

Posted by

Entre todos os mitos que os imigrantes encontram ao chegar no Canadá, o mais usado para sinalizar algum tipo de falha por parte dos imigrantes é a falta de experiência canadense.

CEC-Photo-crop1
A realidade é que todos os imigrantes (para qualquer país, não apenas para o Canadá) carecem de experiência em sua nova casa; afinal, eles nunca viveram lá antes. Enquanto a frase “falta de experiência canadense” pode ser interpretada de forma literal, também é frequentemente um eufemismo usado por alguns empregadores, colegas de trabalho e até mesmo prestadores de serviços para esconder o que eles sabem que não podem ou não devem dizer. Pode até ser uma forma de discriminação, bullying ou assédio.
Neste artigo, vou falar sobre o que é exatamente a “falta de experiência canadense”, como isso afeta os imigrantes à procura de emprego e que você pode fazer em relação a isso.
O que é experiência canadense?
A experiência canadense é definida de forma diferente de pessoa para pessoa. Ao contrário do que muitos pensam (ou seja, que se refere a “experiência de trabalho”) todas as opiniões parecem apontar para esta definição: experiência canadense é a capacidade de entender a cultura local de trabalho canadense e se adaptar à ela ao se comportar de acordo com a expectativa de mercado de trabalho canadense (muitas vezes também chamada de “habilidades leves”).
Ela inclui muitas sub-categorias, tais como estar ciente de: tendências da indústria local, quem é quem em seu ramo profissional, os tipos de bens e serviços, o mercado local, a legislação canadense, tecnologias e jargão profissional.
Aqueles que adquirem essas habilidades sociais parecem obter a chamada “experiência canadense” rapidamente, enquanto aqueles que não conseguem, passam anos tentando e ainda lutam para “se encaixar” no mercado. Embora muitos desses recém-chegados acabam optando por empregos que apenas garantam sua sobrevivência e assim obter experiência canadense, eles realmente só estão adquirindo experiência de trabalho. Trabalhar como um segurança, caixa em uma loja de departamento ou ajudante de cozinha não te dará a “experiência canadense” que você realmente precisa. Esses trabalhos podem aumentar a distância entre o seu último trabalho profissional e o que você está procurando. E quanto maior a distância, mais difícil será passar de um trabalho de “sobrevivência” para um trabalho “profissional”.
Mas às vezes …
“A falta de experiência canadense” também pode ser usada para rejeitar seu currículo ou também como uma desculpa depois de uma entrevista de emprego, sem maiores esclarecimentos. Nesses casos, é difícil saber se isto representa uma preocupação real sobre suas habilidades para um bom desempenho no trabalho ou se esconde percepções subjetivas sobre você ser a pessoa certa para aquela vaga, o que pode ser uma linha muito fina de pura discriminação. Esta situação é agravada quando seu currículo não segue os padrões canadenses, e não mostra seu envolvimento com a cultura canadense ou interesse em atualizar a sua formação.
O que você pode fazer

  • Aprenda o possível sobre a sua nova cultura e faça de tudo para abraçá-la. Misture-se com culturas diferentes, incluindo diferentes grupos de canadenses. Junte-se a clubes e grupos.
  • Saiba mais sobre o que está acontecendo no Canadá. Siga jornais e blogs para explorar as questões que irão impactar sua indústria ou profissão. Quais são as tendências? O que está acontecendo?
  • Planeje entrevistas informativas. Faça isso com duas pessoas em sua área ou até mesmo em uma nova profissão que você gostaria de explorar. As entrevistas informativas podem te dar o ponto de vista de uma pessoa que já está inserida no mercado e você será capaz de comparar a sua própria experiência e como as coisas são feitas no Canadá.
  • Antes de avaliar suas credenciais ou iniciar alguma especialização, colete mais informações. Será que vale a pena? Quem é o seu órgão regulador ou associação profissional? Como isso é feito? Converse com especialistas em sua profissão, procure as fontes.
  • Escolha a sua formação de forma estratégica. Você pode não precisar de uma nova graduação: na maioria dos casos, alguns cursos estratégicos farão o mesmo papel, como os empregadores reconhecem uma instituição canadense em seu currículo e apreciarão a sua vontade de fazer uma atualização.
  • Considere trabalhar em tempo parcial em nível iniciante em sua área ou um setor similar. Isso permitirá que você pratique em sua área, mostre suas habilidades, elimine o espaço vazio em seu currículo e tenha tempo suficiente para procurar um emprego mais permanente e profissional.
  • Faça contatos. Estabelecer contatos é a abordagem número 1 para encontrar vagas de trabalho no Canadá. Essa estratégia, semelhante ao voluntariado e à escolha de formação, precisa ser estratégica. A fim de fazer contatos de sucesso, você precisa se tornar “conhecido” nos círculos da indústria: assistir à conferências profissionais, eventos e workshops, participar de fóruns, requerer entrevistas informativas com especialistas do setor, aceitar estágios e assim por diante.
  • Faça trabalho voluntário! O trabalho voluntário é muito valorizado pelos canadenses, com 75% deles já tendo trabalhado como voluntário em algum momento de suas vidas. Fazer trabalho voluntário te ajudará a fazer contatos, preenchendo o vazio no seu currículo, aprendendo sobre a cultura e as práticas canadenses e mostrando aos empregadores que você está realmente envolvido com o Canadá.

Para saber mais sobre como fazer trabalho voluntário no Canadá, clique AQUI.

Para ler a matéria original em inglês, clique AQUI.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s